SRE a marcar gerações  – maio de 2012

Madeira Tecnopolo
A marca de… Nuno Jardim Nunes

“SRE a marcar gerações” esteve no Madeira Tecnopolo à conversa com o diretor Nuno Jardim Nunes.

[citações]

«A grande diferença [em relação à área das infraestruturas] é que, na investigação e no desenvolvimento, o emprego criado é altamente qualificado.»

«A minha colega que coordenava o mestrado cá, neste momento, é a diretora de investigação da Facebook; nós temos um aluno na Google, temos um aluno na Microsoft, temos um aluno na Apple. Estamos a criar uma rede de contactos internacionais que têm como ponto fulcral a Madeira e que vai ser determinante nos próximos anos.»

«Quando temos qualidade, quando temos visibilidade internacional, quando temos alguma dimensão, é fácil arranjar parceiros para concorrermos aos fundos europeus.»

«A desmaterialização – que tem sido muito suportada ou facilitada pelas tecnologias de informação e comunicação – é um fator de competitividade acrescida para as regiões como a Madeira.»

«Os estados e as regiões deverão ter uma estratégia de especialização [inteligente]; e entende-se inteligente no sentido em que ela tem de procurar pequenos nichos de oportunidade para se conseguir afirmar.»

«A Madeira não pode querer apostar em vinte áreas. Tem que apostar em três ou quatro, porque se dispersarmos os recursos, daqui a alguns anos vamos ter pequenas iniciativas que não vão ter qualquer impacto.»

[caixa]
«« Entrevista com o diretor do Madeira Tecnopolo, Nuno Jardim Nunes

Nuno Jardim Nunes
Faixa 1
– Os conceitos de I&D (Inovação & Desenvolvimento) e C&T (Ciência & Tecnologia)
– As percentagens de investimento do PIB em investigação e em desenvolvimento

Faixa 2
– A transferência do conhecimento para a sociedade real
– As empresas e instituições que colaboram em projetos de investigação e desenvolvimento

Faixa 3
– O procedimento para uma empresa ou instituição conseguir angariar parceiros para os fundos europeus

Faixa 4
– A aposta em produtos desmaterializados para reduzir custos de exportação
– A especialização inteligente no contexto das regiões

Faixa 5
– As áreas estratégicas da RAM e o papel do Madeira Tecnopolo


----------------------------------------

Festa da Cultura do Funchal

FESTA
[Fotografias de diversos momentos da Festa da Cultura do Funchal]

GRUPOS SRE
[Fotografias da participação dos grupos artísticos de entidades da SRE]

CORTEJOS
[Fotografias dos cortejos de ‘a História sai à rua’]

----------------------------------------

A SRE convida…
“Hinos Portugueses: do Liberalismo às Autonomias”

Ganhe um CD-ROM+Áudio

O CD-Rom+Áudio “Hinos Portugueses: do Liberalismo às Autonomias”, apresentado recentemente, inclui hinos políticos portugueses, como sejam o Hino da Carta, o Hino da Maria da Fonte, o Hino Republicano (dedicado a Manuel de Arriaga), bem como “A Portuguesa” e os Hinos Regionais dos Açores e da Madeira. Além das gravações áudio, a edição contém uma parte multimédia com textos históricos da autoria de José Luís Ferreira de Sousa, investigador do Centro de Estudos de História do Atlântico.

A Secretaria Regional da Educação e Recursos Humanos coordena esta edição, através da área de educação artística da Direção Regional de Educação, numa parceria com o Centro de Estudos de História do Atlântico da Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes. Esta publicação é patrocinada pela Direção Regional dos Assuntos Culturais da Madeira e pela Direção Regional de Cultura dos Açores.

Excertos dos hinos (som)

Responda acertadamente e ganhe um CD!

QUESTÃO

Quem é o autor da música do Hino da Região Autónoma da Madeira?

Como participar:
CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO
1. A cada uma das quatro primeiras respostas certas recebidas no endereço GIIP@madeira-edu.pt será entregue um CD-Rom+Áudio “Hinos Portugueses: do Liberalismo às Autonomias”.
2. A mesma pessoa só poderá responder por uma vez.
3. O nome e o telefone de contacto do respondente deverão ser enviados com a resposta.

----------------------------------------

 

Login