SREC a marcar gerações  – fevereiro de 2011

ACESSIBILIDADE E ADAPTAÇÃO DAS TIC

DAATIC
Acessibilidade e Adaptação das Tecnologias de Informação e Comunicação

No âmbito da Direção Regional de Educação Especial e Reabilitação funciona a Divisão de Acessibilidade e Adaptação das Tecnologias de Informação e Comunicação (DAATIC).

Conheça melhor os serviços desta estrutura fundamental para a qualidade de vida quotidiana de diversas pessoas com deficiência ou incapacidade.

[Caixa A1]
Missão e objetivos
Facilitar o acesso de pessoas com deficiência ou incapacidade aos equipamentos, às tecnologias de apoio e à sociedade de informação e do conhecimento é a missão desta unidade orgânica.

No seu trabalho diário, a DAATIC habilita pessoas com necessidades especiais para a utilização das TIC (avaliação, aconselhamento, adaptação e formação); acompanha, promove e divulga estudos e experiências inovadoras, nesta área, para as pessoas com necessidades especiais; e promove a dotação dos serviços de educação especial e reabilitação com recursos que permitam o desenvolvimento de projetos no quadro das TIC adaptadas às suas necessidades.
 
[Caixa A2]
Algumas imagens
[imagens da atividade da DAATIC]

[Caixa A3]
Equipa
A equipa da DAATIC inclui diversos tipos de profissionais: fisioterapeuta, docentes especializadas, docente de apoio, técnicas superiores de Ciências de Educação, técnicas superiores de Educação Especial e Reabilitação, terapeuta ocupacional, técnico de Informática e técnicos profissionais de Educação Especial.

[Caixa A4]
Serviços disponíveis
* Avaliação e acompanhamento de alunos/adultos utilizadores de tecnologias adaptadas às suas necessidades
* Treino de utilização de materiais adaptados e de tecnologias de apoio
* Formação de docentes, técnicos, utentes e as suas famílias na utilização de software e/ou hardware específico
* Adaptação de materiais/equipamentos facilitadores da autonomia pessoal e da integração social e escolar
* Empréstimo e cedência de produtos de apoio tecnologias de apoio aos estabelecimentos de educação e ensino regular e especial, centros de atividades ocupacionais, à família ou aos adultos em readaptação profissional
* Acompanhamento de serviços e/ou estabelecimentos que desenvolvam projetos no âmbito das ajudas técnicas e tecnológicas adaptadas a utentes com necessidades especiais
* Promoção e desenvolvimento de projetos ligados ao ensino à distância para alunos impossibilitados de frequentar a escola de forma presencial
* Produção de materiais com conteúdos de apoio ao currículo em formatos acessíveis para alunos: deficientes visuais, deficientes motores, dificuldades de aprendizagem ou dificuldades intelectuais e desenvolvimentais
* Produção de materiais adaptados – tabelas de comunicação, atividades didáticas em formato digital, grelhas para teclados de conceitos, textos em Braille ou relevo, entre outros para os serviços de Educação Especial e Reabilitação e outros serviços da administração pública
* Elaboração de pareceres sobre condições de acessibilidade de estabelecimentos de educação e ensino

[Caixa A5]
Projetos
Centro de Recursos e Avaliação Especializada
Centro de Produção de Material
Rastreio e Prevenção na Área da visão (Promoção e Educação para a Saúde)
Acessibilidade e Mobilidade
Comunicar sem Barreiras
Plano TIC para os estabelecimentos de Educação Especial

Descrição dos projetos (em formato PDF)

[Caixa A6]
Artigos na Revista ‘Diversidades’

Diversidades n.º 17 (PDF)
“Projeto Aprender Sem Barreiras”

Diversidades n.º 22 (PDF)
“As TIC nas Dificuldades Intelectuais e Desenvolvimentais”

Diversidades n.º 23 (PDF)
“A Opinião dos Profissionais que apoiam Pessoas com Deficiência Visual sobre o Desenho de Software Específico de Apoio”
“As TIC como Instrumento de Autonomia”
“Leitura Especial – Biblioteca Pública Regional da Madeira”
“Aprender sem Barreiras”

Diversidades n.º 27 (PDF)
“Comunicar Sem Barreiras”

Diversidades n.º 28 (PDF)
“Projeto de Rastreio e Prevenção na Área da Visão”

Diversidades n.º 30 (PDF)
“As TIC e os Alunos com Deficiência Motora”

Para saber mais, visite www.madeira-edu.pt/dreer e leia este folheto sobre a DAATIC (formato PDF).


SALA ESPECIAL
Sala de Leitura Especial da BPR

Dentre os diversos serviços da Biblioteca Pública Regional da Madeira (BPRM), está disponível ao público a sala de leitura especial para apoio às pessoas com deficiência ou insuficiência visual. Pautado pelos princípios de equidade dos cidadãos no acesso à informação e cultura, este serviço resulta de uma parceria técnica com a Direção Regional de Educação Especial e Reabilitação.

[Caixa B1]
Equipamento disponível
Máquina de Escrever Perkins Brailler
Máquina de escrever/impressora falante – Montbatten Brailler
Software de acesso Supernova
Linha Braille Voyager
Máquina Piaff (gráficos tácteis)
Lupas de Ampliação
Telelupa Clearview Spectrum

Ainda sobre a sala de leitura especial, sugere-se a consulta de:
Descrição da parceria BPRM-DREER (em formato PDF)
Apresentação da sala de leitura especial da BPRM (em formato PDF)

A BPRM conta, no seu acervo, com um catálogo de livros e publicações periódicas em Braille.

Saiba mais sobre esta e outras valências da BPRM em www.bprmadeira.org.


ENTREVISTAS

Relativamente a este tema, o programa de rádio Educando foi ouvir as palavras de responsáveis da DREER e da BPRM sobre a acessibilidade e adaptação das tecnologias de informação e comunicação, bem como sobre a Sala de Leitura Especial da BPRM.

« Entrevistas para o programa Educando, na Rádio Jornal da Madeira

[Caixa C1]
DREER
Chefe da Divisão de Acessibilidade e Adaptação das Tecnologias de Informação e Comunicação (DAATIC), Graça Faria

Faixa 1
– Os serviços e os projetos da DAATIC

Faixa 2
– Outros serviços e projetos da DAATIC

Faixa 3
– A comunicação em crianças com dificuldades

Faixa 4
– As crianças, a tecnologia e o desenvolvimento

[Caixa C2]
BPRM – Sobre a Sala de Leitura Especial
Diretora da Biblioteca Pública Regional da Madeira, Maria da Paz Pais

Faixa 1
– O nascimento da Sala de Leitura Especial
– A inclusão dos leitores

Faixa 2 (José Manuel Rocha)
– Os equipamentos

Faixa 3
– A gestão da Sala de Leitura Especial
– O acervo em Braille e o catálogo áudio

Faixa 4 (Graça Faria)
– A parceria DREER e BPRM
 

Município da Cultura
Machico 2011

A INICIATIVA

A Secretaria Regional de Educação e Cultura (SREC), pela Direção Regional dos Assuntos Culturais (DRAC), outorgou o estatuto de Município da Cultura – 2011 a Machico.
Esta iniciativa da SREC permite desenvolver de forma descentralizada a Cultura na Região Autónoma da Madeira, concedendo apoio financeiro e visibilidade adicional às atividades do município escolhido anualmente.
Santa Cruz, Câmara de Lobos, Funchal e Ponta do Sol – a autarquia que inaugurou este projeto em 2010 – antecederam a autarquia machiquense.

Áreas culturais de intervenção

[Caixa A1]
Património
Ações de recuperação, preservação e divulgação de património móvel e imóvel, designadamente nas áreas da arquitetura popular e de caráter religioso, contribuindo para a sua maior promoção, divulgação e acesso, por parte da população e turistas;
Revitalização do artesanato regional, dos costumes e tradições, de modo a fortalecer a imagem da Região Autónoma da Madeira, enquanto entidade e identidade cultural.

[Caixa A2]
Criação Artística, Atividades e Espetáculos Culturais
Dinamização de espaços públicos de interesse cultural, como centros culturais e bibliotecas;
Valorização e dinamização de atividades culturais em museus, casas da cultura e em outros espaços de cariz cultural, de forma a possibilitar aos criadores regionais, sobretudo jovens, mostrarem publicamente as suas produções;
Concretização de atividades de produção artística no domínio das artes do espetáculo, artes visuais e design e sua aplicação à indústria e serviços regionais;
Criação e edição de livros e publicações como veículos transmissores da cultura;
Realização de espetáculos de natureza musical, envolvendo as associações a nível local.

[Caixa A3]
Formação
Ações de formação para os agentes culturais e público em geral, bem como para os dirigentes culturais em concreto, privilegiando neste caso, os conteúdos relativos aos direitos e obrigações decorrentes dessa condição de dirigente.

[Caixa A4]
Divulgação
Ações de divulgação do património regional e local, nomeadamente através da organização de fóruns, colóquios e seminários;
Edição de periódicos e outras publicações, nomeadamente via Internet, para a divulgação de projetos na área da cultura.

[Caixa A5]
Valorização Cultural
Revitalização dos Centros Históricos;
Criação de oficinas de criação artística, científica ou literária;
Execução de programas de pesquisa e investigação sobre cultura popular na área do património imaterial, realizando manifestações culturais populares e associando a cultura popular ao desenvolvimento sustentável;
Realização de estudos sobre a ligação da cultura local ao turismo e ao desenvolvimento económico.

ENTREVISTA
Machico 2011 em entrevista

O diretor regional dos Assuntos Culturais e o presidente da Câmara Municipal de Machico concederam uma entrevista sobre esta iniciativa para o programa de rádio Educando, na Rádio Jornal da Madeira.

[caixa B1]
Diretor regional dos Assuntos Culturais, João Henrique Silva

Presidente da Câmara Municipal de Machico, Emanuel Gomes

Faixa 1
– As associações e as instalações de Machico

Faixa 2
– As expectativas da DRAC

Faixa 3
– Os eventos e as áreas culturais

Faixa 4
– As publicações e o apoio da DRAC

Faixa 5
– O objetivo de Machico 2011
– O patrono Tristão Vaz Teixeira e a História de Machico

Faixa 6
– A Cultura madeirense depois da iniciativa


SAIBA MAIS
Saiba mais sobre o Município da Cultura

Para saber tudo sobre o Município da Cultura – Machico 2011, consulte:

Programa de fevereiro (PDF)
 
Página dedicada

Decreto Legislativo Regional que institui o ‘Município da Cultura’ da Região Autónoma da Madeira (PDF)

 

Visite a DRAC para conhecer outros eventos culturais em www.culturede.com.

Para saber mais sobre a Câmara Municipal de Machico aceda a www.cm-machico.pt.

A SREC convida
Ganhe um bilhete para o futebol

Assista ao Nacional-Sporting da jornada n.º 21

Responda corretamente e ganhe um bilhete para o jogo de futebol da jornada n.º 21 da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, entre o Clube Desportivo Nacional (CDN) e Sporting Clube de Portugal, no Estádio da Madeira.

Responda acertadamente a esta questão e ganhe um bilhete.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------
QUESTÃO

Com que designação foi fundado o Clube Desportivo Nacional em 1910?
--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Para saber mais, visite www.cdnacional.pt.


Como participar:

CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO
1. A primeira resposta certa recebida no endereço giip@madeira-edu.pt terá um bilhete para o jogo de futebol Nacional-Sporting da jornada n.º 21 da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.
2. A mesma pessoa só poderá responder por uma vez.
3. O nome e o telefone de contacto do respondente deverão ser enviados com a resposta.
 

Login