SRE a marcar gerações  – janeiro de 2015

Jantar de Natal

EM GRUPO

[41 fotografias do jantar de Natal]

 

ZOOM IN

[42 fotografias do jantar de Natal]

 

EM FESTA

[42 fotografias do jantar de Natal] 

---------------------------------------- 

Orquestra e Conservatório
Independência e complementaridade

PARA OUVIR

A relação de independência e de complementaridade entre a Orquestra Clássica da Madeira (OCM) e o Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira (CEPAM) é o tema da entrevista a Tomásia Alves (TA) e a Norberto Gomes (NG), responsáveis – em diferentes níveis – destas duas instituições regionais.

[caixa]
« Os entrevistados
Tomásia Alves é presidente e diretora pedagógica do Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira, bem como presidente da Associação Notas e Sinfonias Atlânticas (ANSA), entidade que enquadra a Orquestra Clássica da Madeira.
Norberto Gomes é diretor artístico e concertino da Orquestra Clássica da Madeira, lecionando violino no Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira.

[caixa]
« Os sons da entrevista

Faixa 1Tomásia Alves
– A missão do Conservatório
– A ANSA e a Orquestra

Faixa 2Norberto Gomes & Tomásia Alves
– A direção artística na Orquestra
– A diversidade e a riqueza no novo modelo
– A Orquestra e os músicos

Faixa 3Tomásia Alves & Norberto Gomes
– A relação entre Orquestra e Conservatório
– A experiência de músico profissional e professor

Faixa 4Tomásia Alves & Norberto Gomes
– Os alunos e os professores
– A educação cultural
– A formação, os eventos e os espaços na Região

PARA LER

Algumas passagens de relevo…

[caixa]
O Conservatório
«TA – O Conservatório tem como missão formar os cidadãos para as artes e formar profissionais das artes. Divide-se em dois grandes princípios: proporcionar experiências performativas para a população em geral e, por outro lado, formar profissionais das artes. Isso reflete-se na nossa formação; nós temos, neste momento, 1537 alunos divididos por três grandes blocos.»

[caixa]
A Orquestra
«TA – A Associação Notas e Sinfonias Atlânticas representa um novo paradigma na gestão da Orquestra Clássica da Madeira. É constituída por quatro sócios fundadores, a dizer: o Governo Regional da Madeira, a Associação Orquestra Clássica da Madeira (que tem um papel preponderante, ao longo dos últimos 50 anos, nesse trabalho de dinamização da música erudita na Madeira), o Conservatório (como entidade formativa para os instrumentos, para a música) e os músicos propriamente ditos.»

[caixa]
O diretor artístico
«NG – As minhas responsabilidades como diretor artístico são, principalmente, o garantir uma programação coerente da Orquestra. Portanto, compete-me desenhar toda a temporada, juntamente com o conselho artístico – que é constituído pelos principais chefes de naipe da Orquestra – e garantir um equilíbrio de toda a programação durante todo o ano.»

[caixa]
A nova gestão artística
«NG – É uma proposta artística diferente daquela a que estamos habituados, onde a figura do maestro titular não existe. O convite aos maestros convidados parte do diretor artístico e, naturalmente, traz uma outra riqueza, uma outra dinâmica ao dia a dia, aos trabalhos da Orquestra e às propostas que nós temos para o público. (…) Isto não é um problema, é simplesmente uma característica desta forma de gestão.»

[caixa]
Os músicos e a Orquestra
«TA – A Orquestra é um conjunto de músicos que se junta para tocar e o que conta não é um por cada um, mas é a sua unidade e a sua interligação. O facto de estarem sujeitos, todos os meses, a uma nova direção orquestral, obriga-os a fundirem-se uns nos outros, em vez de se salientarem.»

[caixa]
O Conservatório e a Orquestra
«TA – É do interesse do Conservatório a existência de uma, duas orquestras profissionais de qualidade [na Região], porque, assim, os seus professores vão poder ser desafiados – todos os dias – a promover sua atividade profissional. À Orquestra interessa ter uma ligação com o Conservatório porque é a sua fonte de recrutamento. (…) Os nossos alunos precisam de fazer formação em contexto de trabalho e a Orquestra é o melhor local para eles fazerem essa formação.»

[caixa]
A educação cultural
«TA – A educação da população faz-se ao longo de uma geração, portanto a semente que nós estamos a lançar, agora, vai produzir efeito daqui a vinte anos, daqui a vinte e cinco anos. Nós acreditamos que os nossos alunos serão adultos mais conscientes, mais formados e mais despertos.»

[caixa]
A formação na Região
«NG – Na formação, temos excelentes apostas, atualmente, ao nível do Conservatório, ao nível do Gabinete [Direção de Serviços de Educação Artística e Multimédia, ex-GCEA], também ao nível do trabalho que é feito na formação das bandas [filarmónicas], que são escolas muito importantes para a atividade daquele setor da Região.»

Texto da entrevista (PDF)

SABER MAIS

CEPAM
www
Facebook

«O Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira – Eng.º Luíz Peter Clode é um estabelecimento de ensino profissional e especializado nas diferentes áreas das artes (Música, Teatro e Dança) e tem como missão formar a sociedade para as artes, promovendo o ensino e a divulgação das artes de palco.»

OCM
www
Facebook
Twitter
Flickr
ISSUU

«Ao longo da sua história, fruto do empenho conjunto de muitas pessoas, a Orquestra Clássica da Madeira tem vindo a tornar-se uma referência a nível regional e nacional, pela sua reconhecida competência. Este projeto com ambição artística, hoje muito acarinhado pela população madeirense, teve a sua génese na Orquestra de Câmara da Madeira, fundada em 1964 pelo Prof. Jorge Madeira Carneiro.»

Sugestão – Carlos Gonçalves conduziu uma entrevista na revista Glosas sobre a temporada 2014-2015 da Orquestra Clássica da Madeira: http://glosas.mpmp.pt/orquestra-classica-da-madeira-temporada-2014-2015

 

---------------------------------------- 

A SRE convida…
Publicações da ‘Europe Direct Madeira’

PASSATEMPO

Ganhe quatro publicações da Comissão Europeia...

O Centro de Informação Europe Direct Madeira (CIED Madeira) é um organismo oficial gerido pela Comissão Europeia, que – a nível local e regional – atua como intermediário entre os cidadãos e a União Europeia (UE), constituindo-se assim como um instrumento de divulgação de informação sobre a UE.
Presta um serviço de proximidade adaptado às necessidades locais e regionais, permitindo ao público obter, facilmente, informações, orientações, assistência e respostas a perguntas sobre a UE. O funcionamento, as prioridades, a legislação, as políticas, os programas e as possibilidades de financiamento são áreas em foco, mas também, e fundamentalmente, os direitos dos cidadãos europeus.
O CIED Madeira é um dos 19 centros sob a tutela da Representação da Comissão Europeia em Portugal, integrando uma rede de informação que, a nível europeu, atinge os 500 centros.

WWW
Facebook
eTwinning

Responda certo e receba publicações sobre a Europa!

QUESTÃO

‘A comunidade de escolas da Europa “eTwinning” foi lançada em que ano?’

Como participar:
CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO
1. Cada uma das três primeiras respostas certas recebidas no endereço GIIP@madeira-edu.pt dá direito a receber quatro publicações do CIED Madeira (“Sabia que? 10 Direitos num ápice”, “Portugal e a Europa: novas cidadanias”, “Como funciona a União Europeia – Guia das instituições da União Europeia” e “Que divertida é a Europa”).
2. A mesma pessoa só poderá responder por uma vez.
3. O nome e o telefone de contacto do respondente deverão ser enviados com a resposta.
4. O momento de entrega dos prémios será registado para divulgação pública.

PUBLICAÇÕES

“Sabia que? 10 Direitos num ápice”
Brochura alusiva aos direitos fundamentais do cidadão europeu com indicações sobre sites  europeus onde este tipo de informação poderá ser pesquisado de forma mais pormenorizada.
 
“Portugal e a Europa: novas cidadanias”
Livro que aborda o tema da cidadania europeia através da compilação de textos de diversos autores, sob a coordenação de Marina Costa Lobo. O que significa ser cidadão em Portugal hoje? E de que forma é que a adesão e a pertença à União Europeia modificaram os direitos de cidadania e o seu uso? São duas questões fundamentais sobre as quais os autores procuram refletir e dar resposta.
 
“Como funciona a União Europeia – Guia das instituições da União Europeia”
Esta publicação integra a coleção “Compreender as Políticas da União Europeia” e consiste num guia sobre o funcionamento da UE, onde se procura analisar como e por quem são tomadas as decisões a nível europeu. Complementarmente, são feitas referências às agências e organismos que apoiam as principais instituições europeias.
 
“Que divertida é a Europa”
Trata-se da publicação mais recente do Centro de informação Europe Direct Madeira, apresentada oficialmente em novembro último. Este desdobrável está direcionado aos alunos dos 4.º/5.º anos de escolaridade e pretende ser um documento de trabalho com carácter informativo, sem descurar a vertente lúdica. Particularmente útil para os jovens que pretendem ter um primeiro contato com as questões europeias.

 

---------------------------------------- 

Login